Governo reforça capital dos hospitais com 455 milhões de euros

As simples e necessárias transferências de orçamento do estado para os serviços públicos agora dão direito a parangonas nos jornais. O Ministro chamou a isto “mudança radical” ao mesmo tempo que usou o termo “falência técnica” para descrever a situação financeira de instituições que não têm de dar lucro e para as quais não transfere as verbas necessárias ao seu funcionamento.
via Democracia e Dívida http://ift.tt/1CzVX29

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: